Arquivo | CicloViagens RSS feed for this section

Resumo: Vamos em Sinais + Cicloveg

17 jan

Durante nossa participação no Cicloveg, do dia 26 de Dezembro ao dia 3 de Janeiro, aproveitamos a viagem de bicicleta para o Encontro de Libertação Animal, em La Paz – Bolívia, com o grupo de vegetarianos/veganos para ensinar um pouco de LIBRAS ao pessoal ouvinte e o resultado foi muito positivo.

A Viagem

Saímos de São Paulo com um grupo de 9 pessoas mas logo no primeiro dia, um rapaz (Fábio) machucou o joelho e voltou a São Paulo. Três dias depois, mais um casal (Tiago e Isa) deixou o grupo para seguir por outro caminho e sobraram apenas 6 no grupo.

Após 500km pedalados, foi a vez do Diego desistir por causa de uma inflamação nos tendões por causa do excesso de peso na bicicleta e do pedal muito forte. Com isso a Raquel e mais um participante (Gledson) desistiram e alguns dias depois mais dois rapazes (Marcel e Rafael) desistiram, após chegarem ao estado de Mato Grosso do Sul, por causa dos muitos problemas com as bicicletas.

Com isso, somento um dos pedalantes (Toni)  seguiu a viagem até Santa Cruz – Bolívia, de onde decidiu, por inúmeras razões, retornar à São Paulo.

Sinais

No terceiro dia de viagem, paramos para descansar em Botucatu onde cada pessoa ganhou um sinal e aprendeu sobre o alfabeto. Ao final de nossa participação durante os 10 dias, Gledson, Marcel e Rafael  haviam aprendido muitos sinais e já conseguiam fazer uma comunicação básica em LIBRAS com a Raquel sem problemas. Pois eles queriam aprender LIBRAS sem oralismo. Por isso, a Raquel não parou de falar. risos

Um dia o Rafael estava longe e precisou chamar o Marcel para ver algo. Ele usou o sinal sem gritar e o Marcel soube que era com ele. Foi emocionante ver os ouvintes se comunicando com Sinais.

Conclusão

A Viagem foi muito boa mas infelizmente tivemos que parar por causa da saúde. A experiência de ensinar a LIBRAS ao grupo foi maravilhosa e todos foram muito atenciosos e interessados.

Esperamos manter contato com todos do grupo para ensinar mais LIBRAS e que eles também busquem aprender mais. É isso aí, vamos em sinais!

Raquel e Diego

Vídeos:

1º dia: pedalada Cicloveg

1º Dia: SP a Sorocaba-SP

1º Dia: Almoço e cozinha

3º dia: Seus nomes e seus sinais em LIBRAS

Segue o Pedalante

12 jan

Toni segue viagem rumo a bolívia após descansar em Campo Grande -MS. A esta altura já deve estar próximo a Corumbá.

Marcel e Rafael tomaram um ônibus e já voltaram para São Paulo.

Novo vídeo postado do 3º dia de viagem

Sem mais.

Quase lá e quase cá…

10 jan

Recebemos notícias de que o Toni chegou bem a Campo Grande onde descansou na casa de sua irmã depois um muito pedal. Em breve, deve seguir para completar o restante da missão.

Já Marcel e Rafael não conseguiram desenvolver um bom pedal devido a problemas técnicos. Chegando a Três Lagoas, mais raios quebrados e nenhuma das sete bicicletarias da cidade tinha raios finos, compatíveis com a roda do Marcel.

Pensaram em seguir viagem de carona á Campo Grande onde arrumariam a bicicleta para continuar pedalando á Corumbá, mas devido ás informações sobre as condições da pista sem acostamento e falta de ponto de apoio entre estes pontos, com o agravante da constante necessidade de manutenção de uma das bicicletas, decidiram por não seguirem mais adiante com o projeto e retornarão á São Paulo em Breve.

“Britney” de maçã

8 jan

O que era para ser um chutney foi apelidado de “britney” do Gledson (Ciclorgânico), mas o resultado final foi positivo, apesar da mão pesada no gengibre.

A receita não é correta, pois foi feita durante a viagem no melhor estilo, pega isso, pega aquilo, mistura e vamos ver o que sai.

Foi mais ou menos assim:
6 maçãs
500ml de suco de laranja
1 cebola
1 dente de alho
Curry e gengibre a gosto

Piquei a cebola e refoguei com o alho e gengibre ralado, acrescentei o suco de laranja, as maçãs picadas, o curry e deixei no fogo até reduzir metade do suco de laranja.

Basicamente isso!

Queijo Vegano do Fábio

8 jan

Queijo Vegano

Ingredientes:

– 1 xícara de polvilho doce
– 1 xícara de polvilho azedo
– 2 colheres de sopa de purê de mandioquinha
– 2 xícaras de água
– 6 colheres (de sopa) de azeite de oliva ou óleo
– sal à gosto (+/- 1 colher de sopa)

Preparo:

Bater no liquidificador ou processador a mistura de água com os polvilhos, o sal, o azeite e a mandioquinha. Esprema um pouco de meio limão. Passar a mistura (que fica bem líquida mesmo) para uma panela antiaderente e, no fogo alto, ficar mexendo até que forme uma massa dura e se desprenda totalmente da panela (não pode parar de mexer (demora uns 3 minutos até que endureça)Depois disso retire essa massa, dê a forma que quiser e retorne ao fogo baixo pra dourar os lados. Deixar 1 dia na geladeira antes de consumir.
.-.-.-.-.-

Ellen, em La Paz

8 jan

Leia abaixo, a inspiradora mensagem da Ellen.

Olá CicloVeguers!!!
Como estao todas e todos? Espero que bem, que estejam com muitas forcas para chegar aqui em La Paz!
Chegamos (eu e o Federico) em La Paz hoje (07-12) de manhazinha, e o clima está lindo; saimos a caminhar de camiseta hehe, isso me alegra muito porque pensei que ia estar muito mais frio! Ainda estou cansada, mas Henry e Clu nos receberam muito bem na casa deles, almocamos, dormimos um pouco e nao paramos mais de falar do Encontro. Amanha cedinho vamos ir conhecer e pagar o sítio que foi alugado para o Encontro.
Conto a voces, que fiquem tranquilos, essa semana já teremos todos os dados do que precisarao, os enderecos, etc.
Escrevi um relato que ficou meio grande, mas tem alguns dados que talvez seja interessante que leiam – clique aqui
Concluí que é sim bastante importante saber o básico de español, já que esqueca a comunicacao em outro idioma, que nao seja o español ou o aymará. Hoje o taxista nao entendia o que o Federico falava, por causa do sotaque argentina, imaginem…
Outra coisa; pode ser que também nao tenham mais passagem de trem. Peguem o ônibus mesmo. Mas averiguem bem qual ônibus é, para nao passarem mal na viagem (mal no sentido de incômodo). Averiguem quanto estará o cambio, antes de cambiarem na primeira casa de cambio que encontrem. Nao se usa real na Bolivia.
E se puderem, comprem comidinhas, porque nas paradas que o ônibus fizer, com sorte conseguirao arroz com batata, se conseguirem pedir em español, e explicar que nao querem carne hehehe

Bom chicos, espero que continue tudo bem, vamos nos falando, agora que estou aqui, fica mais fácil para tirar as dúvidas e etc.

muitas beijocas,
ellen

…………………..

Botucatu

29 dez

Como o grupo encontrava-se cansado, todos acordaram tarde e após algumas divagações sobre o horário de partida, optamos por tirar o dia de descanso aproveitando tudo o que a república tinha a nos oferecer, e assim lavamos as roupas, cozinhamos e descansamos um pouco mais.

O cardápio do dia foi um Gaspaccio, arroz integral com azeitonas, castanha-do-pará, quinoa e sementes de girassol, e de sobremesa banana com xerém, coco ralado e melado à base de milho. Para o lanche, tivemos um pão caseiro com tomate seco, azeitona e castanha-do-pará.

No final do dia, passeando pela cidade, comemos um açai e encomendamos para a janta umas pizzas veganas, num local que se prontificou a fazer a massa sem ovos. Durante este passeio, conhecemos o Fernando, que tocava violão na praça e durante a conversa, descobrimos que ele também é ciclista e vegetariano. Iria se unir ao grupo para nos acompanhar no dia seguinte até Bauru.

dist= 98,41 km

Fotos:

4º dia: Botucatu-SP