Archive by Author

Oficina Colaborativa de Bikes + Jantar Vegano

23 nov

Sábado rola Oficina Colaborativa e Jantar Vegano do  CicloVeg, muitas bikes e delicoso Yakissoba. Traga peças e acessorios, novos ou usados, em bom estado, para fazermos um baú de dádivas.

Não esqueça de levar 10 merrecas para contribuir com o jantar.

Aparece lá, no Lagartixa Preta as 15h da tarde.  Rua Alcides Queiros – 161 Sto. André. Perto da estação Celso Daniel da CPTM.

 

 

Flor da Palavra

17 nov

foto: flor da palavra

” Pessoal, tava falando com uma conhecida que participa do midia tática e que já tem experiência em viagens longas de bike, eis o email dela com as dicas e proposta de divulgação que ela pode fazer, passei o blog pra ela tbm:”

assim q os sites voltarem ao ar vou blogar sim! olha foi extamente 2300 km q fizemos :)) colocamos fotos aqui me diga se querem usar a galeria de imagens da flor da palavra acho que tem tudo a ver…

a maior preocupacao e mesmo com agua e sol, nos levamos uma garaffa de vinho e fomos encendo no caminho… tentar evitar os horarios noturnos que a galera corre mais mesmo… na hora de dormir escolher ou pracas publicas ou quintais amigos, pedir para dormir… dormimos muiot em posto de gasolina 24 horas na entrada e saida das cidades tem sempre um.. ai da pra
tomar um banho tb e sempre rola um cafezinho gratuito..

na real o mais legal eh mesmo a solidariedade das pessoas no camino vamos nos surpreender sempre de tao anestesiados estamos com a insegurança que a tv tenta nos impregnar..

vai ser lindo demais acredite! calculo o mesmo tempo que nós uns 45 dias… as ultimas semanas sao as que mais pegam pq vc ta mais cansado e quer cegar logo.. no mais eh curtir o caminho se embelezando com o dia-a-dia

ai como queria ir com vcs!!!

besos besos!! libertad!!
xt

OCUPE, PEDALE, LUTE E RESISTA!

12 nov

Encontro de Ocupações em São Paulo
Dias 13,14 e 15 de Novembro.

Ocupe,Lute e Resista!


“A função do Estado é a de nos convencer de que temos direitos enquanto pessoas, mas quando tentamos procurar em que ponto da sociedade estão estes tais direitos nos deparamos com um mundo cheio de impecilhos.
Direitos básicos como saúde, educação, saneamento básico e moradia são privilégios que muitas pessoas não tem acesso…
Por isso é necessário que nós os mais prejudicados com o atual cenário das coisas nos mobilizemos de forma a tornar nossas vidas mais justas…
Tendo isso em mente percebemos o enorme numero de imovéis e espaços abandonados sem exercer qualquer função social e nos perguntamos porque não tornar esses espaços degradados em moradias e espaços culturais.” 

Coletivos de vários estados do Brasil estarão presentes num evento discutindo a realidade de cada um, suas diferenças e a importância em criar laços nessa luta!

 


Sábado dia 13 , o evento dá ínicio na Ocupação Prestes Maia.
Domingo dia 14 , oficinas,debates,mostra de vídeo na Ocupação Mauá.
Segunda Feira (Feriado) dia 15 , shows e debates no Espaço Impróprio.

(Todos alimentos,brinquedos,livros,dinheiro e o que mais puderem doar, serão revertidos para as ocupações Mauá e Prestes Maia)

1º Dia

Local,Ocupação Prestes Maia
(Av. Prestes Maia , nº 911 , próx. estação da luz)
Dia 13/11 apartir das 11hrs
Entrada 2 reais + 1Kg de Alimento

*Almoço
*Apresentação dos coletivos
*Debate – Vivência das Ocupações
*Café da tarde comunitário
*Mostra de vídeos das ocupações
*Debate – Diferença Squat/Ocupação Urbana (e a importância desses espaços)


2º Dia

Local,Ocupação Mauá
(R. Mauá , 340 , próx. estação da luz)
Dia 14/11 apartir das 11hrs
Entrada 2 reais + 1Kg de Alimento

*Almoço
*Oficina Saúde da Mulher (Andreza)
*Oficina de confecção de Absorventes Ecológicos de Tecido (Ellen)
*Debate – Busca da autonomia & a reciclagem de alimentos (J-13)
*Mostra filme ” Dia de Festa” (Toni Venturi)

3ºDia

Local,Espaço Impróprio
(R.Antonia de Queiroz,nº 40, trav. rua Augusta)
Dia 15/11 apartir das 11hrs
Entrada 8 reais + 1Kg de Alimento

*Almoço
*Debate – Yomango

* Show
– Peste Negra (Squat Pantano Resiste – Aracruz-ES)
– Maruim Attack (Squat Korcell – Blumenau-SC)

* Debate – Qual o problema com o açúcar? (Lifelifters)
+ Oficina de doce SEM açúcar

*Show
– Nieu Dieu Nieu Maitre (Squat 13 de Janeiro – Curitiba-PR)
– Amanda Negrasim “banka que se pode misturar” (Ocupação Prestes Maia –

Da Ditadura do Carro

2 nov

Hoje (02/11), em nosso país é feriado ( dia dos mortos).  Em 2009, na cidade de São Paulo, no trânsito, foram quase 1400 mortes ( entre pedestres, ciclistas, motociclistas e carrodependentes); No Brasil, as mortes evitavéis no trânsito ultrapassam 35 mil ( fonte. min. das cidades).

” As cidades estão tomando um rumo cada vez mais acelerado à motorização total. Como forma de acesso ao lazer ou ao trabalho os veículos motorizados estão ocupando os espaços e reduzindo a mobilidade urbana. Hoje o automóvel não existe mais para servir ou facilitar a vida das pessoas.” Ulrich Jäger no pedale Piauí

 

Quando se refere os malefícios da sociedade do automóvel, o que vem à cabeça das pessoas é a poluição. Talvez os milhares de mortos nas estradas. A outros também as guerras travadas pelo controlo do petróleo. (…) sendo que no topo das consequências esquecidas está a destruição e desumanização das cidades. (…) andar ou não de automóvel não é uma escolha meramente individual como escolher entre chá ou café, mas é uma escolha que afeta os outros, tal como tocar ou não bateria às 4 da manhã.”

Salva a natureza, queima a tua viatura!

 

El automóvil es la máquina mortal promovida, atrevámonos a usar la palabra, por el capitalismo. Las autoridades compinchadas con los accionistas de Ford y Nissan, ¿piensan sinceramente que los impuestos que recaudan directa o indirectamente a través del uso del automóvil compensan las muertes producidas, los accidentes (con sus gastos sanitarios asociados), la contaminación atmosférica urbana (con sus gastos sanitarios asociados), la contribución al calentamiento global, la desestructuración de los núcleos urbanos, las molestias para los vecinos por el ruido que producen los coches y el espacio que ocupan?

leia mais tb:

Sinalizar é preciso

A cidade é outra coisa

Bicicletada SP

-.-.-.-.-

Caminhos e Possibilidades

1 nov

” Com quase 70 km de extensão, esta perigosa estrada conecta as cidades de La Paz e Corioco. Yungas não tem grade de proteção, e a chuva e neblina, comuns na região, atrapalham a visibilidade dos motoristas. Com uma estatística de cerca de 300 mortes ao ano causadas por acidentes, hoje ela é pouco usada, mas é mui geralmente é procurada por quem anda em busca de aventuras.”

Nossas pesquisas, sobre as rotas e possibilidades de caminhos, nos levam a pensar no uso do intermodal: ônibus ou trem em terras Bolivianas. Motivo: o famoso general Clima – as fortes chuvas do verão –  conta que algumas estradas são ou de rípia ou terra e em janeiro a trafegabilidade, ficará muito comprometida.

Quais possibilidades ( ainda em debate dialogal):

1- Pedalar até Porto Suarez, utilizar trem ( ou ônibus) até Santa Cruz;

2- De Santa Cruz, pedalar até Cochabamba e lá, pegar o ônibus até La Paz.

O que os compax da Bolívia e tb da organização do encontro, podem nos sugerir?

.-.-.-.-.-.-.


Ciclo Veg é Desobedecer!!

31 out

“Desobedecendo o padrão moral que nos foi ensinado. Essa é a verdadeira rebeldia, o resto é apenas fantasiar-se,fazer pose de revolucionário. A verdadeira revolução começa na cozinha e no supermercado.”

capturado no anarcosquattbiker

.-.-.-.-.-.

Pedalando rumo à liberdade

27 out

UTOPÍA
Por Eduardo Galeano.

Ella está en el horizonte.
Me acerco dos pasos,
ella se aleja dos pasos más.
Camino diez pasos
y el horizonte se corre
diez pasos más allá.
Por mucho que yo camine
nunca la voy a alcanzar.
¿Para qué sirve la utopía?
Sirve para eso:
para caminar.

 

a 1ª prosa

O CicloVeg – Pedalando rumo à liberdade – consiste numa aventura de bicicleta até La Paz , Bolívia, com duração prevista de 23 dias e ocorrerá entre os meses de dezembro de 2010 a Janeiro de 2011.

arte: Marcel

A ciclo aventura terá início em São Paulo, Brasil e terminará em La Paz, Bolívia. O percurso é de aproximadamente 2.300 km, passando por cidades como Sorocaba(SP), Botucatu(SP), Andradina(SP), Três Lagoas(MS), Campo Grande(MS), Teremos(MS) e Corumbá(MS) no Brasil,   e em território Boliviano por Porto Suarez, Santa Cruz de La Sierra, entre outras.

arte: anarcosquattbiker

O CicloVeg valorizará à cultura da bicicleta demonstrando a possibilidade de se deslocar sem poluir; como também do veganismo como dieta, como parte de uma construção de uma nova realidade social.

leia tb:

sugestões de leitura:   clique aqui

uma inspiração:  clique aqui

rotas no bikemap – clique aqui

-.-.-.-.-.-.-.